Estética Dentária

Diabetes e Saúde da Boca e Dentes

O número de doentes com diabetes tem vindo a crescer exponencialmente em todo o mundo. Assim sendo, a Europa não é uma exceção! A Diabetes e a saúde oral não estão dissociadas. Há inclusive uma ligação bidirecional entre estas duas situações: A diabetes afeta a saúde da boca e dentes dos doentes e a falta de saúde oral prejudica o controlo das glicemias (valor de açúcar no sangue). Iremos abordar este assunto…

Em primeiro lugar, a diabetes é sem dúvida um dos maiores problemas de saúde mundial no século XXI. Portanto, esta patologia é atualmente uma das 10 principais causas de morte a nível mundial.

Em 2017 estima-se que a população com Diabetes era cerca de 425 milhões de pessoas adultas (entre os 20-79 anos de idade), sendo a taxa de crescimento acentuada para diabetes tipo 2.

A prevalência a nível mundial é de 8,8% e em Portugal a taxa de incidência se aproxima dos 13%.

 

Diabetes e saúde oral

A higiene oral adequada e o controlo da saúde da boca e dentes é essencial para todos os cidadãos. No entanto, o diabético tem de ser ainda mais vigiado.

A diabetes, por si só, predispõe para maior risco de infeções. Logo, patologias como a gengivite, a periodontite e as cáries são mais frequentes no diabético.

diabetes e saúde oral

Gengivite e Periodontite no doente diabético

A gengivite e a sua principal complicação – periodontite – estão associadas ao mau controlo dos valores de glicose no sangue e há desadequada higiene oral. O doente diabético tem duas vezes maior probabilidade de sofrer destas complicações. Assim, o doente diabético se não tiver cuidados redobrados muito facilmente irá ter infeções na gengiva e tecidos periodontais (tecidos que suportam os dentes). Se não se atuar preventivamente irá facilmente ter perda de peças dentárias.

Por último, uma outra complicação prende-se com o facto do doente diabético com infeção nos tecidos periodontais ter ainda maior dificuldade de controlar a doença.

Os níveis de glicose nestas circunstâncias frequentemente estão mais elevados pois o organismo humano tem maior dificuldade de regular o metabolismo dos hidratos de carbono. Assim, há maior resistência à insulina e valores constantes de hiperglicemia (açúcar no sangue em quantidades acima do considerado adequado).

 

Outras patologias que afetam boca e dentes dos diabéticos

Um outro problema ao nível da boca e dos dentes dos diabéticos é a sensibilidade dentária. Além disso, há ainda maior risco de infeções fúngicas como a candidíase.

Como evitar problemas na boca e dentes no doente diabético?

  • Controlar o melhor possível a doença de base – Diabetes- mantendo os níveis de açúcar no sangue adequados
  • Fazer uma correta higiene oral: escovagem, uso de fio/fita dentária /colutório
  • Visitar o médico dentista de meio em meio ano
  • Não fumar
  • Ter uma alimentação equilibrada e pobre em hidratos de carbono (açúcares) e gordura
  • Praticas atividade física regularmente adequada às condições físicas do doente (ajudando assim a melhorar o controlo glicémico)

 

Glamoursmile | 2015-2020 © All Rights Reserved

made by Verae